E-learning - A hora e a vez da educação a distância

Mercado do e-learning na América Latina crescerá quase quatro vezes mais que nos Estados Unidos

O panorama da educação à distância indica boas perspectivas para os próximos anos. A adesão tem aumentado e a qualidade dos cursos tem se aprimorado e os empregadores começam a ver esse tipo de formação de forma estratégica. O mercado corporativo rendeu-se às inovações e facilidades do e-Learning. Com o uso cada vez mais disseminado da web, as empresas perceberam que os cursos virtuais são uma maneira eficiente de capacitar seus funcionários.

O desempenho do ensino a distância apresenta melhor performance entre as organizações de grande porte do que entre as instituições de ensino. Isso porque o avanço da informática ainda esbarra nas dificuldades sociais do País, onde grande parte da população sofre com a exclusão digital.

Um relatório da empresa Ambient Insight divulgado recentemente, informa que o mercado de produtos e serviços do e-learning nos Estados Unidos cresceu 16,8% nos últimos cinco anos. O total da chamada “indústria do e-learning”, que inclui pelo relatório educação básica e superior, governamentais e não-governamentais, totalizou 18,2 bilhões de dólares em 2010 e, até o ano de 2015, deverá chegar a 24,2 bilhões de dólares

Já é evidente que várias empresas de todos tamanhos e segmentos adotaram educação a distância como ferramenta, não só de aprendizado, mas também de treinamento. Já é possível hoje utilizar aparelhos de web e teleconferência para contatar pólos distantes a fim de realizar reuniões, treinamentos e palestras, assim além da diminuição de custos é possível também atingir um público maior em diferentes locais do mundo, sem haver deslocamento de materiais ou pessoas.

Benefícios x Investimentos

Por conta da facilidade e da economia, empresas de diversas áreas, como saúde, setores alimentícios, farmacêuticos, bancos, etc, optam por treinar e preparar profissionais para utilizar dessas ferramentas.

Ao analisar o crescimento dos cursos online, os números não ficam a dever. Os resultados de recentes pesquisas apontam que o mercado de eLearning está em franco crescimento. Segundo dados publicados no Anuário E-learning Brasil em 2008, houve em 2007 um crescimento de 27% no número de alunos atendidos pela modalidade de educação à distância e a previsão era de que fossem 2,64 milhões de alunos no ano de 2008. Em sua versão de 2010, o Anuário afirma que foram investidos 1,128 bilhões de reais no referido ano em eLearning. A previsão é de que esse valor crescerá a uma taxa anual de 30%, chegando à marca de 3,223 bilhões de reais em 2014!

No mundo, este crescimento também é sentido. O relatório “The Worldwide Market for Self-paced eLearning Products and Services: 2010-2015 Forecast and Analysis, Ambient Insight, LLC” também apresenta dados instigantes. O mercado mundial de produtos de eLearning atingiu 32,1 bilhões dólares em 2010. A taxa de crescimento anual (CAGR – em inglês, Compound Annual Growth Rate) é de 9,2% e a receita vai crescer para 49,9 bilhões de dólares em 2015.

Num cenário em que as empresas buscam reduzir custos e aumentar a qualidade de seu capital humano, a educação a distância ganha cada vez mais destaque no mundo corporativo. Economia de tempo e de dinheiro são duas das principais razões que fazem com que muitas organizações busquem o e-Learning como uma grande aliada nos processos de treinamento e desenvolvimento. Como reflexo, o ritmo de crescimento dessa modalidade de aprendizado, que começou um tanto tímido em meados dos anos 90, hoje está acelerado e chega a 40% ao ano. E tudo indica que o e-Learning tende a continuar nesse caminho, em crescimento.

 

GOLD

SILVER

BRONZE

 

Copyright 2013 CORPBUSINESS. All rights reserved.